Como conectar seu micro ao Raspberry Pi via SSH

O que é a Conexão via SSH?

A conexão via SSH (Secure Shell) é um protocolo de rede criptográfado para operação de forma segura sobre uma rede potencialmente insegura, regularmente utilizada para login remoto a sistemas de computadores pelos seus usuários.

 

cover1

Através desta conexão é possível conectar-se ao Raspberry Pi através de outros computadores e executarmos linhas de comando (em Linux) – a famosa tela preta do Matrix – alterar arquivos e permissões utilizando editores como Nano (ou outros), instalar e executar aplicações.

É extremamente útil termos a mão esta conexão, especialmente porque nem sempre as aplicações ou locais onde estará o Raspberry Pi será acessível ou terá um monitor sempre a mão.

O que você vai precisar antes de iniciar

 

Conectando-se via SSH ao seu Raspberry Pi

Caso tudo esteja de acordo como configuramos no Capítulo #01 – Iniciando com Raspberry Pi 3, deixamos habilitado o acesso via SSH, agora nos resta conectarmos.

A partir do seu laptop (qualquer que seja) baixe um ferramenta de acesso vai SSH, como por exemplo, o Putty (no caso de Windows) ou no Mac utilizando o Mac Terminal.

Conhecendo o IP do seu Raspberry Pi com Monitor conectado

Após o boot do RPi abrir o Terminal e digitar ‘ifconfig’ e teclar enter. Serão apresentadas as configurações de rede:

ifconfig

Em meu caso a conexão que possuo é WiFi, portanto devo buscar o IP na marcação inferior da tela (wlan0): encontrado 10.0.1.9. Caso você esteja conectado via cabo ethernet busque junto ao interface eth0.

Conhecendo o IP do seu Raspberry Pi sem Monitor conectado

Através de seu roteador é possível identificar os clientes de WiFi e seus IPs atribuídos. Caso não esteja recebendo a identificação ‘PI’ do dispositivo, ligue e desligue o RPi observando qual IP usuário desaparece e retorna, este é o seu Raspberry Pi.

Segue abaixo exemplo do meu app do ‘Air Port’ que identifica um cliente sem fio como sendo ‘raspberrypi’ – este é o meu meninão.

airportexemplo.PNG

It’s Connection Time

Vou utilizar o PUTTY, pois estou num laptop Windows, portanto segue a tela de conexão onde devemos colocar o endereço de IP do seu Raspberry Pi situado na mesma rede que a do seu laptop.

  • Hostname (or IP address): coloque o IP aqui
  • Port: não mexa aqui
  • Clicar em OPEN 

putty

Caso a conexão seja bem sucedida e seja a primeira vez nessa conexão, serão enviados uma série de avisos para sua concordância. Aceite com OK e prossiga.

Login as: Será requerido o login, que caso você não tenha alterado em nosso 1o. capítulo é a senha padrão de fábrica ‘pi’ (minúsculo).

pi@<seu IP aqui>’s password: Logo depois será requerida a senha, porém ao digitar não estranhe o cursor não andar é uma forma mais severa de proteção de senha. Caso não tenha trocado o padrão de fábrica é ‘raspberry’ – sugiro posteriormente que seja trocada para um senha pessoal.

loginssh

Se tudo foi digitado corretamente, você está conectado remotamente ao seu Raspberry Pi.

logadoesorridente

Caso precise, seguem alguns comandos básicos de Linux para praticar na interface de comando.

  • cd: Muda para outro diretório
  • cd .. :Muda para um diretório um nivel acima
  • cd ~ :Muda para diretório principal
  • cd – :Muda para diretório anterior
  • chmod options filename ermite alterar as permissões de escrita, leitura ou executável de um arquivo
  • cp :Copia umc arquivo para outro
  • df :Lista o estado do disco rigido
  • diff arquivo1 arquivo2 :Compara 2 arquivos
  • du :Lista todos os diretórios e mostra o espaço ocupado
  • du -h :Espaco em megas que o user esta usando
  • ff arquivo ermite procurar um arquivo na sua Shell
  • ftp :Conecta-se a um servidor FTP
  • grep palavra arquivo ermite procurar uma expressão dentro de um arquivo
  • gunzip descomprime os arquivos .gz
  • kill :Termina um processo
  • kill -9 :Termina um eggdrop forçadamente
  • killall :Killa todos os processos a correr ao mesmo tempo
  • ls :Lista todo o conteudo do diretório
  • la :Lista todo o conteudo do diretório incluindo os arquivos ocultos
  • ls -l :Lista todo o conteudo do diretório incluindo o tamanho
  • last :Mostra o ultimo login
  • lynx :Visualiza uma pagina de Internet
  • man :Lista a ajuda de determinado comando
  • mv :Copia um arquivo para outro ou muda o nome ao arquivo
  • mkdir:Cria um diretório
  • passwd ermite alterar a password de acesso á sua Shell
  • pico :Edita um arquivo
  • pico .bash_history :Mostra o log dos comandos digitados na shell, do inicio para o fim.
  • ps -a :Lista todos os processos a correr
  • ps -x :Lista os processos que se encontram a correr
  • ps -ux :Lista todos os precessos a correr e os respectivos consumos dos mesmos
  • pwd :Mostra qual a diretório em que se encontra
  • quota :Lista a cota de disco do user
  • rm :Apaga um arquivo
  • rm -rf:Apaga um diretório e o seu respectivo conteudo
  • rmdir:Apaga um diretório
  • tar -xpf escomprime os arquivos .tar
  • tar -zxpf escomprime os arquivos tar.gz
  • uname -a :Lista as estatisticas do sistema operativo
  • uptime :Lista o tempo de uptime do servidor
  • vi nome-do-arquivo.extensão :Serve para editar um arquivo com o vi
  • wc filename :mostra quantas linhas, palavras e caracteres tem um arquivo
  • whatis escricao dos comandos
  • whereis :Mostra a localizacao de determinado arquivo”

 

DC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s